HOME > OUÇA UM BOM CONSELHO



HOME > OUÇA UM BOM CONSELHO




OUÇA UM BOM CONSELHO


Velho lenhador

Querendo tornar-se também um grande lenhador, um jovem escutou falar do melhor de todos os lenhadores do país. Resolveu procurá-lo...

Publicada em: 29/06/2016



Querendo tornar-se também um grande lenhador, um jovem escutou falar do melhor de todos os lenhadores do país. Resolveu procurá-lo.

- Quero ser seu discípulo. Quero aprender a cortar árvore como o senhor. O jovem empenhou-se no aprendizado das lições do mestre, e depois de algum tempo achou-se melhor que ele. Mais forte, mais ágil, mais jovem, venceria facilmente o velho lenhador. Desafiou o mestre para uma competição de oito horas, para ver qual dos dois cortaria mais árvores.

O desafio foi aceito, e o jovem lenhador começou a cortar árvores com entusiasmo e vigor. Entre uma árvore e outra, olhava para o mestre, mas na maior parte das vezes o via sentado. O jovem voltava às suas árvores, certo da vitória, sentindo piedade pelo velho mestre. Quando terminou o dia, para grande surpresa do jovem, o velho mestre havia cortado muito mais árvores do que o seu desafiante.

- Mas como é que pode? – surpreendeu-se. Quase todas as vezes em que olhei, você estava descansando!

- Não, meu filho, eu não estava descansando. Estava afiando o machado. Percebi que você usava muita força e obtinha pouco resultado.

Moral da História: 

Assim como o jovem lenhador acreditava que o vigor e a força física eram suficientes, muitas pessoas também acreditam que a competência técnica seja suficiente para realizar suas tarefas na organização. Como o velho lenhador, que “sabia” ser necessário amolar o machado periodicamente, para desempenhar a tarefa com sucesso, o profissional eficaz sabe que “amolar o machado” significa trabalhar motivado e bem humorado, comunicar de maneira adequada e usar a criatividade para inovar, procurando novas e melhores soluções para os problemas que surgem no dia a dia. 

Autor: Desconhecido