HOME > MINHA HISTÓRIA



HOME > MINHA HISTÓRIA




MINHA HISTÓRIA


Depois de muitas lutas, Minalva Pinheiro tem grandes vitórias para contar

Durante sua vida, Minalva precisou enfrentar separações, perdas e doenças, mas hoje se considera uma vitoriosa. Suas principais paixões são os filhos, o marido e o trabalho.

Publicada em: Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Quando soube que participaria da sessão Minha História do Portal Medplan, Minalva Pinheiro da Silva Santos, 36 anos, tratou logo de colocar em um papel todas as suas lembranças. As lágrimas, ela conta, foram inevitáveis. Enquanto escrevia, ela lembrava de todos os momentos felizes e difíceis que já vivenciou.

Quando era ainda uma adolescente, morando no interior do Maranhão, Minalva precisou lidar com a separação dos pais, o que deixou toda a família desestruturada. Ela e seus seis irmãos precisaram fazer muitos sacrifícios para continuarem estudando. Talvez o maior deles foi conviver com a saudade. ?Tivemos que nos separar para tudo ficar mais fácil. Eu e uma irmã viemos para Teresina, e cada uma foi morar na casa de uma tia diferente?, conta.

Neste período, Minalva dividia seu tempo entre os estudos e os afazeres domésticos, para ajudar à pessoa que havia lhe acolhido. Enquanto fazia o curso técnico de Enfermagem no antigo ?Cursão? de Teresina, a jovem, com apenas 18 anos, engravidou de seu primeiro filho, Douglas Pinheiro Amaranes. ?Tive que deixar de estudar até meu filho nascer. Achei que não ia conseguir lidar com tudo aquilo, tendo que casar e cuidar de uma família. Mas fui forte e consegui. ?Devo muito à minha tia Maria de Jesus, que me deu apoio para fazer um curso de Enfermagem. Foi esse apoio que me garantiu o meu primeiro emprego?.


A partir daí, a história pessoal de Minalva Pinheiro começa a se confundir com a profissional, já que ela tinha apenas 20 anos quando começou a trabalhar. As portas foram abertas na Med Imagem, onde a jovem atuava na recepção do setor de Cardiologia e realizava alguns exames. Sua forma de lidar com pessoas era tão especial que ela sempre era chamada para acompanhar crianças que realizavam eletrocardiogramas. ?Comigo, elas não precisavam tomar sedativos, conseguia fazer com elas ficassem tranqüilas?, relembra.

Durante os três anos que se seguiram, a vida de Minalva não podia estar melhor. Ela tinha um bom emprego, uma casa e uma família. ?Amava tudo aquilo. Era um sonho realizado poder sair do interior do Maranhão e conseguir trabalhar na Med Imagem. Aquele prédio enorme me deixava encantada?, declara.

Minalva, então, engravidou de seu segundo filho, Matheus Pinheiro Amaranes. Foi quando ela passou pelos momentos mais complicados de sua vida. Matheus nasceu com um problema de saúde (Hérnia diafragmática - por causa de uma fusão inadequada de estruturas durante o desenvolvimento do feto, o estômago do bebê se formou na cavidade torácica).

Para cuidar do filho, ela precisou deixar o emprego que tanto amava. Mas, recebeu um conforto quando tomou esta decisão: ?O doutor Cerqueira me chamou e disse que eu precisava acompanhar meu filho naquele momento, mas que assim que ele estivesse bem eu poderia voltar à empresa, porque tinha sido uma boa funcionária?.

E assim Minalva fez. Durante os cinco anos que se seguiram, ela se dedicou exclusivamente ao filho. Ele passou por três cirurgias, tomou remédios e fez acompanhamento médico. Quando a criança melhorou, ela teve a oportunidade de voltar ao grupo, desta vez atuando no Medplan, no setor de Contas Médicas.

Minalva e as funcionárias do setor de Contas Médicas
Minalva e as funcionárias do setor de Contas Médicas

Hoje, Minalva é auxiliar de supervisão do setor, onde trabalha com mais três funcionárias, que se tornaram mais que colegas, e sim amigas: Josélia, Shirley e Luciana. ?A Med Imagem e o Medplan mudaram totalmente a minha vida. Minha paixão agora é o faturamento. Gosto muito do que faço e acho que tudo tem que ser feito com competência, dedicação, comprometimento e humildade. Isso é fundamental para crescer junto com a empresa?, defende.  


Rápidas:

Uma música: Você, de Marina Elali

Um sonho: Ver meus filhos formados e bem-sucedidos

Um lugar: Minha casa

Uma alegria: Ter uma família e meu trabalho


Pollyana Rocha

26.11.2009