ANDRÉ GONÇALVES

HOME > ANDRÉ GONÇALVES



HOME > ANDRÉ GONÇALVES




ANDRÉ GONÇALVES


Coisas de amor largadas na noite - Cabelo

Deixa eu sentir os seus cabelos, amor, que o vento não veio...

Publicada em: Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011
















Cabelo:
1. continuação dos dedos apaixonados
2. moldura colorida da alegria;
3. cobertura dos sonhos;
4. uvas verdes dos calvos;
5. na música brega, fio comumente encontrado em paletós;
6. teia onde se prendem os sorrisos;
7. alphaville dos piolhos;
8. extremidade superior das espigas;
9. melhor amigo do vento, desde que não manipulado por cabeleireiros;
10. matéria-prima do argentum;
11. inimigo mortal da alopecia
12. na mitologia, músuclos mais potente de sansão;
13. rédeas dos amantes;
14. órgão sexual dos anjos;
15. delgada mola de aço em espiral que regula o movimento dos relógios;
16. fio de querantina detonador da saudade;
17. nas mulheres, sobrenome da insatisfação;
18. nos homens, o antônimo de pavor;
19. matéria-prima das tranças;
20. nos contos de fada, escada pra subir em torres altas;
21. véu perfumado que cobre a cabeça do ser amao
(Ex.: "Deixa eu sentir os seus cabelos, amor, que o vento não veio
e as flores andam nervosas sem perfume.".)





André Gonçalves é autor do livro Coisas de Amor Largadas na Noite, disponível para compra pelo mail andrepiaui@hotmail.com


F.C.
14.09.2011