André Gonçalves

Coisas de amor largadas na noite

Um vazio do tamanho de um punho fechado no lado esquerdo do peito...

Segunda-feira, 04 de Outubro de 2010















Morto. Olhos esbugalhados. Sangue no canto direito da boca. Abertura de
17 centímetros na caixa torácica. Um vazio do tamanho de um punho
fechado no lado esquerdo do peito.
Sobre a mesa de fórmica branca:
- um prato vazio com restos de carne e molho à bolonhesa;
- cinzas do que parecia um bilhete escrito com letra de professora de primário;
- uma garrafa de uísque vazia;
- uma garrafa plástica de água meio vazia;
- um jornal aberto na coluna social, onde se vê um casamento e
um casal sorridente segurando taças de champanhe com os
braços entrelaçados;
- dois maços de cigarro amassados;
- um isqueiro lilás transparente quase sem gás;
- trinta e uma baganas de cigarro: vinte e duas dentro de um
cinzeiro de porcelana com propaganda de transportadora e nove
espalhadas pela mesa;
- uma faca de pão suja de sangue;
- uma pequena poça de água salgada;
- um garfo com um dos dentes torto para a direita;
- uma foto rasgada ao meio onde se percebe metade do rosto de
uma mulher;
- um copo quebrado;
- migalhas de pão francês;
- doze moscas;
- 221 formigas em adiantado estado de decomposição.

O MISTÉRIO DO HOMEM ENCONTRADO MORTO
COM UM VAZIO NO LUGAR DO PEITO




André Gonçalves é autor do livro Coisas de Amor Largadas na Noite, disponível para compra pelo mail andrepiaui@hotmail.com


F.C.
04.10.2010

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!

Adicionar comentário